segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Para onde vai a água

A água desempenha várias funções no corpo, observe a distribuição em nosso organismo.
porcentagem/localização
55% no interior das células;
7,5% plasma sanguíneo;
20% linfa(encontrada nos espaços entre as células);
2,5% líq.cerebrospinal (circunda o cérebro e a medula espinhal), fluído dos olhos e ouvidos;
7,5% nos ossos;
7,5% no tecido conjuntivo (que separa pretege e sustenta os diversos órgãos do corpo).

domingo, 30 de agosto de 2009

Marrom

Características:
O marrom representa a constância, a necessidade de segurança, a dependência, a disciplina e a uniformidade, induzindo ainda à observação de regras. Como o marrom é uma espécie de vermelho escurecido, ele possui a vitalidade e a força impulsiva do vermelho, só que de forma atenuada pelo preto neutralizador. Assim, o marrom é uma cor que transmite uma vitalidade passiva. É uma cor indiferente, comumente preferida por religiosos e andarilhos. Por isso é que se diz que o marrom realça a importância das raízes, do lar e do agrupamento social. Indicações: Nos casos de inscostância, indisciplina,neurastenia, psicose maníoca depressiva, atritos familiares, rebeldia infantil. Contra-indicações:Auto-disciplina excessiva,apego familiar exagerado, dependência afetiva , dependência psicológica à família ou grupo, ascetismo e isolamento.

sábado, 29 de agosto de 2009

Cinza

Características: Trata-se de uma cor inteiramente neutra e isenta de qualquer capacidade de influenciar o ser humano, já que é o equilíbrio entre o preto e o branco, ou exatamente o meio do espéctro cromático. O cinza não emite estímulo psicológico e, em qualquer tonalidade que se apresente,não produz nem tensão nem relaxamento: é completamente neutro. Transmite, assim, essa mesma neutralidade que dá a sensação de equilíbrio e estabilidade. As pessoas que tem atração pelo cinza sentem necessidade de buscar o equilíbrio, a redução de conflitos psicológicos e pode estar carente de energia vital. O cinza é também preferido por aqueles que procuram isolar-se do mundo ou não se identificam com os padrões e valores mundanos.
Efeitos orgânicos: O cinza não exerce influência sobre os órgãos e as funções orgânicas ou metabólicas.
Indicações: O cinza é indicado quando se deseja reduzir alguma tendência psicológica ou emocional. Ele ajuda a melhorar os defeitos do caráter através da auto-análise e do autoconhecimento. O cinza melhoa também o temperamento irascível.
Contra Indicações: Nos casos de distanciamento da realidade, nas esquizofrenias, no austismo,em casos de memória fraca e desorientação no tempo e no espaço.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Pão de queijo - Forno Minas

Um pão de queijo quentinho até que não cairia mal agora. Essa receita é perfeita pra quem gosta de pão de queijo e conhece os da Forno de Minas.
Ingredientes
- 500 g de polvilho doce ( fácil de achar em supermercados e afins)
- 2 copos de leite ( 300 ml)
- 1 copo de óleo (150 ml)
- 2 ovos grandes (3 se forem pequenos)
- 4 copos de quejo meia cura ralado
- óleo para untar
- sal a gosto
Modo de preparo:
Coloque o polvilho em uma bacia grande e reserve.Numa panela aqueça o leite, o óleo e o sal.Quando esta mistura ferver coloque sobre o polvilho na bacia, para escaldar mesmo.Mexa muito bem para não deixar que fiquem bolinhas.Deixe esfriar um pouco e em seguida acrescente os ovos, uma a um. Coloque um, misture bem e só depois acrescente o outro.Em seguida coloque o queijo.Unte suas mão e comece a sovar a massa.Modele bolinhas, uma boa medida é uma colher de sobremesa.Colque elas em uma assadeira untada.Leve ao forno médio, já pré-aquecido.Asse até ficarem dourados.Sirva quentinhos.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Os seis dons das trevas

Se a Bíblia revela quais são os 9 dons espirituais que vem de Deus, conforme descrito no I Coríntios 12, 7-10, também as sagradas escrituras revela os 6 dons das trevas, dos quais bruxos e bruxas são possuidores. Eis-los os 6 dons, para que se conheçam:
I
O dom da incorporação por via da qual se obtêm a sabedoria através do dialogo directo com demónios e espíritos, tal como descrito em Actos dos Apóstolos 18,16-17
II
O dom da ciência do oculto, ( Sabedoria 17,7), por via da qual se estudam os saberes ocultos, acedendo aos seus segredos e assim tanto pela sabedoria, como com fé, se praticam liturgias que agradam aos espíritos, assim gerando-se magia.
III
O dom da carnalidade, pois esse é a origem de toda a bruxaria, tal como descrito em Tiago, ( 3,15) e no II Livro de Reis, ( 9,22 ; 17,7). De acordo com esse dom, tal como descrito no Livro da Sabedoria, celebram-se por ela, (e com a sabedoria que advêm da ciência do oculto), ritos de magia negra, ( 14,23) invocatórios dos espíritos infernais.
IV
O dom de ser filho da feitiçaria ( Isaías 57,3-5), e fruto da sua luxúria, (Tassalonicensses 5:5), ou seja:
1- ou receber hereditariamente a herança das trevas que corre no sangue dos bruxos e bruxas;
2- ou selar um pacto de serventia ao inferno, através da própria carne e do próprio sangue, por via do qual se assume a filiação demoníaca e os dons das trevas. Ser filho das trevas, é ser guiado pelos espíritos ( Romanos 8,14)
V
O poder de curar ou causar doenças, enfermidades e outros bens ou males, assim como o de aliviar ou fazer pesar o fardo da vida que pende sobre as pessoas, alterando-lhes os destinos, ( Ezequiel 13,17-23)
VI
O dom da profecia, ( Isaías 47,13), que dá a saber o futuro, revelando seja o que vai acontecer por ordem natural dos eventos, seja o que vai suceder através da interferência de espíritos na vida das pessoas. Estes são os 6 dons das trevas, que conduzem ás práticas magicas da Magia Negra.
Existem 5 práticas mágicas condenadas pelas sagradas escrituras, e por isso consideradas de Magia negra pela doutrina Judaico – Cristã), conforme o descrito no Livro de Deuteronómio ,(18, 40-12) e no profético Livro de Isaías, (44,25 - 47,12), e são elas:
As 5 práticas mágicas:
I
Astrologia
II
Adivinhação
III
Magia , por via da feitiçaria e encantamentos
IV
Consulta aos espíritos
V
Invocação dos mortos

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Panquecas americanas

Receita genérica
Sempre vejo em filmes essas panquecas americanas. Eles comem no café da manhã, no almoço e tudo mais.Então coloquei esta receita que encontrei da tradicional panqueca americana. Pode ser comer com geléia, mel, chocolate e até pura.
Ingredientes
- 1 xícara e 1/4 de chá de farinha de trigo
- 1 colher de sopa de açúcar
- 3 colheres de chá de fermento em pó
- 2 ovos levemente batidos
- 1 xícara de chá de leite
- 2 colheres de sopa de manteiga derretida
- Pitada de sal-
Óleo para untar a frigideira
Modo de Fazer
Misture em uma vasilha primeiro a farinha, o açúcar, o fermento e o sal.Em uma outra separada misture os ovos, o leite e a manteiga.Pegue esta mistura e vá adicionando a primeira mistura, aos poucos e mexendo.O ponto da massa não deve ser muito líquido, deve escorrer lentamente, um pouco cremoso, mas só um pouco.Aqueça e unte a frigideira e coloque a massa no centro, cerca de 1/4 xícara por panqueca.Dicas:Você pode colocar os líquidos no liquidificador ou batedeira e depois ir adicionando a mistura dos sólidos aos poucos.A medida para uma panqueca , em média , é a de uma concha.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

O amor (Fernando Pessoa)

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar pra ela,
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer
Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!
Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar..

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Os nove dons espirituais

Videntes, profetas, magos, bruxas, bruxos: todos eles pessoas com a capacidade de dialogar com o mundo espiritual e conseguir assim prodígios neste mundo. O assunto é vasto e contudo, que dizem as sagradas escrituras sobre os dons espirituais que permitem a algumas pessoas operar a nível espiritual de forma tão diversa e intrigante? Eis que assim se revelam os dons espirituais descritos de acordo com a Bíblia.
Nas sagradas escrituras, podemos observar que existem 9 tipos de dons espirituais.
Assim está escrito:
Cada um recebe o dom de manifestar o Espírito para utilidade de todos.
A um, o espírito dá a (….) sabedoria;
a outro a (…) ciência segundo o mesmo espírito(…);
a outro (…) a fé;
a outro (….) o poder das curas (…);
a outro, o poder de fazer milagres ;
(…) a outro, a profecia (…);
a outro, o discernimento dos espíritos (…);
o outro o dom de falar línguas (…) ;
a outro ainda o dom de as interpretar (…)
1 Co 12, 7-10
Estes são por isso os 9 dons espirituais:
I
A sabedoria (conforme Jb 29,12-13; Sl 119, 89-99; Es 7,9-10), ou seja, o espírito da sabedoria, (Sb 7,7), aquele que concede o saber dos sábios que permite conhecer as leis e verdades sobre o mundo espiritual, (Sb 7,7-8) e que concede as maiores prosperidades(Sb 7,10-12).
II
O conhecimento sobre as ciências espirituais,(conforme Nm 24,4; Bc 3,27;32;4,1)ou seja, o conhecimento sobre as ciências ocultas e espirituais, aquelas que permitem actuar sobre esta realidade a partir da realidade celestial e que se econtram reveladas nas escrituras
III
A fé (conforme Hb 11,1 ; 8-9), que é o meio por via do qual se consegue ver aquilo que não se vê,
se consegue aceder ao mundo espiritual, se conseguem operar prodígios
IV
O poder das curas, que é o dom por via do qual os espíritos actuando sobre a matéria por via de uma pessoa, conseguem operar sobre a enfermidade, eliminando-a ou aliviando-a
V
O poder dos milagres, ou o dom por via dos qual os espíritos operando neste mundo por via de uma pessoa, conseguem realizar prodígios aparentemente inexplicáveis e logo, sobrenaturais
VI
O dom da profecia, ou o dom por via do qual os espíritos, actuando por meio de uma pessoa,
revelam aos mortais as formas como irão actuar neste mundo e por conseguinte, aquilo que irá suceder futuramente em virtude da acção de pedidos que lhes foram direccionados, ou de situações que se desencadearam e que são importantes ao mundo celeste
VII
O poder de discernimento dos espíritos, ou seja, o dom de sentir, ou ver e dialogar com os espíritos e o mundo espiritual
VIII
O dom de falar línguas espirituais (conforme 1 Co 2,13; 14,2), ou seja, o dom de comunicar com os seres espirituais através da sua língua espiritual
IX
O dom de interpretar as linguagens do espírito (conforme 1 Co 2,13; 2 Co 12,4), ou seja,
o dom de ouvir e entender as linguagens espirituais que os seres celestes falam
A profecia, é na verdade, segundo as escrituras, o mais precioso dom do espírito.
Sobre a profecia, dizem as escrituras: Aspirai aos dons do espírito, principalmente o da profecia.
1 Co 14,1
A profecia é por isso o mais elevado dos dons espirituais, e dele se diz: Aquele que profetiza fala aos homens: edifica, exorta, consola.
1 Co 14,3
Significa isto:
Aquele que faz profecia, fala aos homens as mensagens do espírito, e ao fazê-lo:
I
Edifica: ou constrói caminhos que conduzem ao alivio do sofrimento de quem esta atormentado;
II
Exorta: ou instrui os que padecem de forma a que entrem pelos caminhos que ele construiu e que levam á cura do mal;
III
Consola: ou acolhe com compaixão aqueles que sofrem. E ao tudo isso fazer, o profeta cura sofrimentos e devolve à vida de quem sofre o caminho perdido, a felicidade.


Os Dons Espirituais
Os capítulos 12,13 e 14 de I Coríntios devem ser lidos como uma unidade, a respeito dos dons espirituais. O capítulo 12 fala do que não devemos ignorar, portanto, fala do que devemos saber. O capítulo 13 fala da motivação que devemos ter, ou seja, o que deve me mover. O capítulo 14 fala de como devemos agir, ou seja, de como devemos fazer.
O que devemos saber
Dons e Manifestações
É importante diferenciar as palavras Dons e Manifestações. A palavra dom traz em si mesma uma coisa muito importante: ninguém merece os dons, pois são presentes, dádivas de Deus, independe de nós.A palavra manifestação acentua que os dons se tornam visíveis nos cristãos. Esta palavra também acentua que os dons não são nossos. Eles são manifestações do Espírito Santo, através de nós. Elas nos previnem de dois erros: 1) Orgulho, e 2) Estagnação.
Agrupando os Dons
Os dons podem ser agrupados da seguinte forma:
Dons Inspiracionais (ou dons de falar):
Línguas
Interpretação de Línguas
Profecia
Dons de Poder (ou dons de fazer):
Dons de curar
Operação de milagres

Dons de revelação (ou dons de saber):
Discernimento de Espíritos
Palavra de Sabedoria
Palavra de Conhecimento
Características dos Dons
Línguas:
Existem dois modos de manifestar-se:
1) Para edificação pessoal (I Co 14:2)
2) Para edificação da Igreja, acompanhada de interpretação (I Co 12:10; 14:27-28).
O dom de línguas só tem uma direção: o homem falando para Deus.
Interpretação de Línguas
A primeira coisa que devemos entender é que interpretar não é traduzir; interpretar é dar o significado do que foi dito. Se falar em línguas é falar a Deus, a interpretação sempre será no mesmo sentido.
Profecia
Elas existem para edificar, exortar e consolar o povo de Deus (I Co 14:3). A predição do futuro não é o conteúdo principal das profecias, é apenas um elemento ocasional.
Dons de curar
É a graça de Deus para curar sobrenaturalmente as enfermidades sem os meios naturais. Não estamos negando, com isto, a validade e a eficácia da medicina. Porque fala dons de curar no plural? Porque os males são de muitos tipos.
Imposição de mãos: Mc 6:5; Lc 4:40; 13:13; At 28:8.
Unção com óleo: Tg 5:14; Mc 6:13.
Confissão: Tg 5:15-16; Jo 5:14.
Operação de milagres
São acontecimentos que parecem ultrapassar ou contradizer as leis da natureza. Estas leis são o modo comum e normal de Deus de fazer as coisas. Deus conserva tudo assim para nossa conveniência (Mt 15:32; At 2:38-40).

Existe a fé natural e a sobrenatural. A fé sobrenatural tem três tipos:
A fé que salva: Hb 11:6; At 16:31; Ef 2:8-9; Rm 10:17.
A fé como fruto do Espírito Santo: Gl 5:22; Rm 1:17.
A fé como dom do Espírito Santo: I Co 12:9.
Discernimento de Espíritos
Este dom nos capacita a saber imediatamente o que está motivando uma pessoa ou uma situação: Ex.: At 16:16; Jo 1:47; Mt 16:15-23; Lc 9:54.
Palavra de Sabedoria
É a aplicação sobrenatural do conhecimento. É saber o que fazer com o conhecimento natural ou sobrenatural que Deus te dá, ou seja, é um julgamento adequado para a ação. A palavra de conhecimento revela a informação, mas a palavra de sabedoria diz como aplicar a informação. Ex.: Mt 21:24; 22:20-22; Jo 8:7; Mc 3:4.
Palavra de Conhecimento
Através do conhecimento, Deus revela a informação de atos, situações e pensamentos. Ex.: Mt 9:4; II Sm 12:7-13; Jo 4:17-18,29; At 5:3; 9:11-12,17.
O que deve nos mover
O Capítulo 13 de I Coríntios está bem no meio de dois capítulos que falam sobre os dons espirituais, que falam de poder sobrenatural, que enche os olhos dos que vêem. Por que este capítulo está aqui? Não estaria em lugar errado? O que dom tem haver com amor? Notamos que Paulo termina o capítulo 12 falando que iria mostrar um "caminho sobremodo excelente" e este caminho é o amor. Lembrem-se que os dons são concedidos pela graça do Senhor para desempenharmos o nosso serviço, mas o amor é fruto do Espírito na formação do nosso caráter.O que Paulo está deixando claro aqui é que o amor é o único meio correto de manifestar os dons. Muitos buscam os dons espirituais para sua auto-glorificação, com a motivação de chamarem a atenção sobre si. Nós não podemos buscar os dons como um meio de nos projetarmos, mas sim, com a motivação correta que é o amor para servir aos nossos semelhantes.
O que devemos fazer
Os enganos com respeito aos dons
A quem pertencem os dons?
Errado:
Nós somos os donos do dom;
Os dons são do Espírito, o Espírito está em nós, logo, podemos manifestar todos os dons quando quisermos
Correto:
Os dons são do Espírito Santo, e Ele concede a cada um quando lhe apraz, quando ele quer. (I Co 12:11)
Duplicidade de dons
Língua + interpretação de língua = Profecia !?
Em I Co 14:5, Paulo não está dizendo que as línguas quando interpretadas se tornam profecias. Ele está dizendo que estão no mesmo nível de edificação.
Confusão sobre o dom de interpretação de língua
Quem fala em línguas, fala à Deus. Como posso interpretar Deus falando ao homem? Aqui está um erro muito comum na igreja. Sempre que houver a manifestação deste dom será o homem falando a Deus, e nunca o contrário.
Misticismo Infantil
Exageros na manifestação dos dons, tais como: chiados, tremores, arrepios, emocionalismo, etc.
Não é que isto não possa acontecer, o problema está em condicionarmos a manifestação dos dons a isto. (I Co 14:27-30).
Confusão sobre o dom de profecia
Voz cavernosa e na primeira pessoa (Eu o Senhor vos falo)
Palavra diretiva. Ex.: Com quem casar, para onde ir, etc.
A profecia é para edificação, exortação e consolo. Aqui está um problema grave na igreja, muitos aceitam a profecia (que deve ser julgada) independente do que a Palavra de Deus revela.
Os dons substituem as autoridades delegadas
Existe um grande perigo em usarmos algumas pessoas que Deus tem manifestado dons, como se fossem videntes, futurólogos, como horóscopo evangélico. Devemos ter todo cuidado. O Senhor nos adverte em Dt 13:1-5 e em Cl 2:18-19. Deus não governa pelos dons, mas pelos ministérios (I Co 12:28).
Os dons são usados como atrativos para os incrédulos
Isto produz orgulho, auto-glorificação, exibicionismo e exaltação própria. Ex.: Dorcas (At 9:36-42). Jesus nunca usou desta forma, sempre pediu que não contassem a ninguém (Mt 8:1-4)
Conselhos do Espírito Santo para sua Igreja com Respeito aos Dons Espirituais.
Procurar com zelo os dons - só procuramos aquilo que nos interessa e sentimos falta.
Como procurar? Através da: oração, jejum, vigílias, etc.
Procurar progredir (I Co 14:12-13). Ex.: engatinhar, andar...
Com respeito ao dom de línguas (I Co 14:27-28).
Com respeito ao dom de profecia (I Co 14:29-33).
Com respeito à participação de todos (I Co 14:26).
Faça-se tudo para edificação (I Co 14:26) e com decência e ordem (I Co 14:40).
Amados, "segui o amor; e procurai com zelo os dons espirituais,
mas principalmente o de profetizar" (I Coríntios 14:1)

Leave in: hidratação a longo prazo

1 - Leave in Kerapower Tânagra
2- Leave in (creme para pentear) Loreal Absolut Repair
3- Leave in Midollo
4- Leave in All Soft Redken
5- Leave in Hair Repair Lanza
Você pode pesquisar preços na lista de lojas on line, tem diferenças incríveis.
Poucas pessoas usam o leave in. A maioria não usa por não ter o hábito, ou por achar que pode pesar o cabelo, ou mesmo por achar que não apresenta resultado algum. O leave in é um produto de proteção, e como seu resultado não é imediato como as máscaras de tratamento por exemplo; na hora de comprar, as mulheres optam por máscara a leave-in. O que é um engano pois, o leave in ajuda a hidratar os cabelos de modo contínuo, já que é sem tem enxágue e ainda protege os fios das agressões do cotidiano como o vento, o sol, a poluição, o ar condicionado e etc. Fatores como estes não acabam com o cabelo sozinhos, mas quando juntamos a eles: secador, formol, guanidina, amônia, hidróxido, neste caso nossa atenção deve ser maior. O leave in tem a função de retardar os estragos do dia dia em nossos cabelos, lembrando que a maioria da população brasileira possui os cabelos secos, o uso contínuo vai proporcionar uma grande mudança em seus cabelos e deixá-los muito mais hidratados.

domingo, 9 de agosto de 2009

Origem do dia dos pais

De acordo com a Enciclopédia Livre Wikipédia, o Dia do Pai surgiu na antiga Babilônia, há mais de 4 mil anos. Um jovem chamado Elmesu moldou e escupiu em argila o primeiro cartão. Desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai.Em 1909 Sonora Louise Dodd, filha do veterano da Guerra Civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão de sua mãe, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais. Sonora, de Washington, queria um dia especial em homenagem ao pai, que viu sua mulher dando a luz ao sexto filho, tendo que criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho. Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém; foi destemido e amável. Então, já que John Bruce Dodd, pai de sonora, nascera no mês de Junho, ela escolheu celebrar o primeiro Dia dos Pais em Spokane, Washington, no dia 19 de junho de 1910.Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro Domingo de Junho como o Dia dos Pais. Como o Dia dos Pais é comemorado em outros países
Alemanha - Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais. Os papais alemães comemoram seu dia na mesma data que Jesus Cristo ressuscitou. Eles costumam sair às ruas para andar de bicicleta e fazer piquenique.
Argentina - A data na Argentina é festejada no terceiro domingo de junho com reuniões em família e presentes.
Austrália - A data é comemorada no segundo domingo de setembro. E a comemoração é igual ao do Brasil, com direito a muita publicidade.
Canadá - O Dia dos Pais canadense é comemorado no dia 17 de junho. Não há muitas reuniões familiares, costuma ser uma data mais comercial.
Grécia - Na Grécia, essa comemoração é recente e surgiu do embalo do Dia das Mães. Lá se comemora o Dia dos Pais em 21 de junho.
Paraguai - A data é comemorada no segundo domingo de junho. Lá as festas são como no Brasil, reuniões em família e presentes.
Peru - O Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho. Não é uma data muito especial para eles.
Portugal -A data é comemorada no dia 19 de março, mesmo dia que São José. Surgiu porque é comercialmente interessante. Os portugueses não dão muita importância para essa comemoração.
Reino Unido - No Reino Unido, o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho, sem muita festividade. Os ingleses não costumam se reunir em família, como no Brasil. É comum os filhos agradarem os pais com cartões, e não com presentes. Rússia - Na Rússia não existe propriamente o Dia dos Pais. Lá os homens comemoram seu dia em 23 de fevereiro, a chamada data "o dia do defensor da pátria" (Den Zaschitnika Otetchestva). África do Sul - A comemoração acontece no mesmo dia do Brasil, mas não é nada tradicional.

"Não me cabe conceber nenhuma necessidade tão importante durante a infância de uma pessoa que a necessidade de sentir-se protegido por um pai." (Sigmund Freud).

sábado, 8 de agosto de 2009

Trem da vida

Há algum tempo atrás li um livro que comparava a vida a uma viagem de trem. Uma leitura extremamente interessante, quando bem interpretada. Isso mesmo, a vida não passa de uma viagem de trem, cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes, agradáveis surpresas em muitos embarques e grandes tristezas em alguns desembarques. Quando nascemos, entramos nesse magnífico trem e nos deparamos com algumas pessoas, que julgamos, estarão sempre nessa viagem conosco, nossos pais. Infelizmente isso não é verdade, em alguma estação eles descerão e nos deixarão órfãos do seu carinho, amizade e companhia insubstituível. Isso porém não nos impedirá que durante o percurso, pessoas que se tornarão muito especiais para nós, embarquem. Chegam nossos irmãos, amigos, filhos e amores inesquecíveis! Muitas pessoas embarcarão nesse trem apenas a passeio, outras encontrarão no seu trajeto somente tristezas e ainda outras circularão por ele prontos a ajudar quem precise. Vários dos viajantes quando desembarcam deixam saudades eternas, outros tantos quando desocupam seu assento, ninguém nem sequer percebe. Curioso é constatar que alguns passageiros que se tornam tão caros para nós, acomodam-se em vagões diferentes dos nossos, portanto somos obrigados a fazer esse trajeto separados deles, o que não nos impede é claro que possamos ir ao seu encontro. No entanto, infelizmente, jamais poderemos sentar ao seu lado, pois já haverá alguém ocupando aquele assento. Não importa, é assim a viagem, cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas, porém, jamais, retornos. Façamos essa viagem então, da melhor maneira possível, tentando nos relacionar bem com os outros passageiros, procurando em cada um deles o que tiverem de melhor, lembrando sempre que em algum momento eles poderão fraquejar e precisaremos entender, porque provavelmente também fraquejaremos e com certeza haverá alguém que nos acudirá com seu carinho e sua atenção. O grande mistério afinal é que nunca saberemos em qual parada desceremos, muito menos nossos companheiros de viagem, nem mesmo aquele que está sentado ao nosso lado. Eu fico pensando se quando descer desse trem sentirei saudades. Acredito que sim, me separar de muitas amizades que fiz será no mínimo doloroso, deixar meus filhos continuarem a viagem sozinhos será muito triste com certeza... mas me agarro na esperança que em algum momento estarei na estação principal e com grande emoção os verei chegar. Estarão provavelmente com uma bagagem que não possuíam quando embarcaram e o que me deixará mais feliz será ter a certeza que de alguma forma eu fui uma grande colaboradora para que ela tenha crescido e se tornado valiosa. Amigos, façamos com que a nossa estada nesse trem seja tranqüila, que tenha valido a pena e que quando chegar a hora de desembarcarmos o nosso lugar vazio traga saudades e boas recordações para aqueles que prosseguirem a viagem.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Tire suas dúvidas sobre a influenza A

1. O que é a influenza A/H1N1?É uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo vírus A (H1N1). Este novo subtipo do vírus da influenza é transmitido de pessoa a pessoa principalmente por meio de tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.
2. Quais os sintomas que definem um caso suspeito de influenza A (H1N1)?Febre alta de maneira repentina (maior que 38ºC) e tosse podendo estar acompanhadas de algum dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dificuldade respiratória; ou ter apresentado esses sintomas até 10 dias após sair de países que reportaram casos pela influenza A (H1N1); OU ter tido contato próximo nos últimos dez dias com pessoa classificada como caso suspeito de infecção humana pelo novo subtipo de influenza.Observação: Contato próximo: indivíduo que cuida, convive ou teve contato direto com secreções respiratórias ou fluidos corporais de um caso confirmado.
3. Em quanto tempo, a partir da transmissão, os sintomas aparecem?Os sintomas podem iniciar no período de 3 a 7 dias após contato com esse novo subtipo do vírus e a transmissão ocorre principalmente em locais fechados.
4. Há uma vacina que possa proteger a população humana contra essa doença?Não. Não existe vacina contra esse novo subtipo de vírus da influenza. Há pesquisas em andamento, mas não há previsão para o desenvolvimento desta vacina.
5.A vacina contra gripe comum protege contra a influenza A (H1N1)?Não. A vacina contra gripe comum protege apenas contra gripe comum.
6. Há tratamento para Influenza A (H1N1) no Brasil?Sim. Há um medicamento antiviral indicado pela OMS e disponível na rede pública de saúde que será usado apenas por recomendação médica, a partir de um protocolo definido pelo Ministério da Saúde. O remédio só faz efeito se for tomado até 48 horas a partir do início dos sintomas. ALERTA: Ninguém deve tomar o medicamento sem indicação médica. A automedicação pode mascarar sintomas, retardar o diagnóstico e até causar resistência ao vírus.
7. O Brasil tem estoque de medicamento para tratamento de pacientes?Sim. O Ministério da Saúde conta com estoque estratégico suficiente para tratamento de casos de influenza A/H1N1. Para uso imediato, há 6.250 tratamentos adultos e 6.250 pediátricos, que estão sendo enviados aos estados de acordo com a necessidade. Além disso, o governo brasileiro possui, acondicionada em tonéis, matéria-prima para 9 milhões de tratamentos. O medicamento bruto está pronto para ser transformado em cápsulas. O inicio do processamento será indicado pelo Ministério da Saúde, conforme a necessidade.
8. É seguro comer carne de porco e produtos derivados?Sim. Embora o nome da doença remeta a suínos, não há evidências de que esse novo subtipo de vírus tenha acometido porcos. Portanto, não há risco no contato e consumo de produtos de origem suína.
9. O que o viajante de voos internacionais deve fazer se apresentar os sintomas?Dentro do vôo: se apresentar algum sintoma durante o voo deve comunicar à tripulação para que o comandante da aeronave informe as autoridades de saúde em solo. Nesses casos, o passageiro com sintoma será recebido, no aeroporto de desembarque, por funcionários da ANVISA e pelo serviço médico do aeroporto. Caso seja necessário será encaminhado para Hospitais de Referência do respectivo estado, indicados pela Secretaria Estadual de Saúde. Após chegar ao Brasil: se o passageiro apresentar algum sintoma depois de chegar ao país, quando estiver em casa, não deve tomar medicamentos por conta própria e deve procurar a unidade de saúde mais próxima e informar o roteiro de viagem ao profissional de saúde.
10. Quais as recomendações do Ministério da Saúde para os viajantes internacionais?a) Aos viajantes que se destinam aos países afetados:• Em relação ao uso de máscaras cirúrgicas descartáveis, durante toda a permanência nos países afetados, seguir rigorosamente as recomendações das autoridades sanitárias locais.• Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmentedescartável.• Evitar locais com aglomeração de pessoas.• Evitar o contato direto com pessoas doentes.• Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.• Evitar tocar olhos, nariz ou boca.• Lavar as mãos freqüentemente com água e sabão, especialmente depois de tossirou espirrar.• Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contatocom doentes e roteiro de viagens recentes a esses países.• Não usar medicamentos sem orientação médica. Atenção! Todos os viajantes devem ficar atentos também às medidas preventivasrecomendadas pelas autoridades nacionais das áreas afetadas.b) Aos viajantes que estão voltando de viagens internacionais:Viajantes procedentes de outros países, independente de ter ou não casos confirmados, que apresentarem alguns dos sintomas da doença até 10 dias após saírem dessas áreas afetadas devem:• Procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima.• Informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.
11. O que a população pode fazer para evitar a influenza?Alguns dos exemplos de cuidados para a prevenção e controle de doenças de transmissão respiratória são: - Lavar as mãos com água e sabão (depois de tossir ou espirrar; depois de usar o banheiro, antes de comer, antes de tocar os olhos, boca e nariz);- evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies;- usar lenço de papel descartável;- proteger com lenços a boca e nariz ao tossir ou espirrar, - orientar para que o doente evite sair de casa enquanto estiver em período de transmissão da doença (até 5 cinco dias após o início dos sintomas); - evitar aglomerações e ambientes fechados (deve-se manter os ambientes ventilados);- é importante que o ambiente doméstico seja arejado e receba a luz solar, pois estas medidas ajudam a eliminar os possíveis agentes das infecções respiratórias;- restrição do ambiente de trabalho para evitar disseminação; - hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física.
12. O que seria uma pandemia de influenza?O termo pandemia significa uma epidemia em grandes proporções (tanto em número de pessoas envolvidas, quanto em área geográfica) que atinge de forma simultânea diversos países podendo atingir um grande número de pessoas. Pandemias de influenza ou gripe já causaram graves danos durante toda história. No último século ocorreram pelo menos três grandes pandemias que em poucas semanas causaram grande impacto na morbidade e mortalidade, afetando principalmente crianças e adultos jovens e provocando situações de ruptura social.
13. Que medidas o governo brasileiro adotou frente ao aparecimento de casos de influenza suína?Na mesma data em que foi declarada a Emergência de Saúde Pública pela Organização Mundial de Saúde, dia 25 de abril, o governo brasileiro acionou o Gabinete Permanente de Emergência de Saúde Pública para orientar ações de monitoramento e resposta à situação. O grupo é coordenado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e integrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e pelos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Relações Exteriores e Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Todas as Secretarias Estaduais de Saúde foram acionadas para intensificar o processo de monitoramento e detecção oportuna de casos suspeitos de doenças respiratórias agudas. O Ministério da Saúde ressalta que o país conta, desde 2005, com um Plano de Preparação para Enfrentamento de Pandemia de Influenza articulado com as secretarias estaduais e municipais de saúde.
Ações de comunicação adotadas pelo Ministério da Saúde:• A população tem acesso pelo Disque Saúde (0800 61 1997) a esclarecimentos sobre a Influenza A (H1N1) 24 horas por dia, além de site com informações atualizadas.• Para TV estão previstas 204 inserções de Comunicado de 30” em todas as emissoras de todo Brasil; • Para as rádios, são cerca de 5.907 inserções de comunicado nas duas principais rádios de cada capital e duas redes nacionais (uma média de 50 em cada uma das 56 emissoras);• Os dois jornais de maior circulação em cada estado publicaram 3 comunicados sobre o assunto (217 inserções, na soma total);• O Ministério da Saúde disponibilizou um hotsite sobre a doença, com link no portal www.saude.gov.br;• Foram confeccionados 800 mil panfletos trilíngues (português, inglês e espanhol), que estão sendo distribuídos nos aeroportos do país, com informações para os viajantes;• Foram produzidos 55 banners trilíngues (português, inglês e espanhol) para aeroportos. • A Infraero veicula avisos sonoros sobre os sintomas da doença e os procedimentos a serem adotados pelos passageiros de voos internacionais.• Todas as providências estão sendo adotadas para que as tripulações das aeronaves de voos internacionais orientem os passageiros, ainda durante o voo, sobre sinais e sintomas da Influenza A (H1N1). Estão sendo veiculadas mensagens trilíngues dentro das aeronaves. • A partir do dia 29/4, os principais aeroportos do país passaram a reproduzir informações sobre a Influenza A (H1N1) em seu sistema de televisão;• O Ministério da Saúde está contratando os pontos de mídia indoor nos aeroportos disponíveis para a replicação de informações aos viajantes;• Está sendo patrocinado um link no site de pesquisa Google. Ou seja, quem buscar informações sobre o tema terá como uma das primeiras opções de respostas a página do Ministério da Saúde.
14. Houve alguma medida com relação aos voos internacionais?Sim. Dentro da aeronave em voo: Todas as providências estão sendo adotadas para que as tripulações das aeronaves orientem os passageiros, ainda durante o vôo, sobre sinais e sintomas da influenza. Adicionalmente, a tripulação solicitará que passageiros com esses sintomas se identifiquem à tripulação. Esses passageiros identificados serão encaminhados para os postos da Anvisa ainda no aeroporto. Ao desembarcar, todos os viajantes procedentes de países afetados, recebem folder/panfleto com informações, em português, inglês e espanhol, sobre os sinais e sintomas, medidas de proteção, higiene e orientações para procurar assistência médica. Complementarmente, a Infraero veicula, nesses aeroportos, informe sonoro. Todos os passageiros vindos de outros países tem suas Declaração de Bagagem Acompanhada (DBA), retidas pela ANVISA. A DBA atua como fonte de informações para eventual busca de contatos se for detectado caso suspeito na mesma aeronave.Se o passageiro procedente de países afetados sentir os sintomas em casa após 10 dias de terem saído dessas áreas afetadas devem: procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima e informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.ver ações de comunicação na questão 10)
15. Como está sendo feito o controle sanitário de passageiros internacionais nos aeroportos do país?Com a elevação do nível de alerta da OMS de 4 para 5, a Anvisa passou a monitorar todos os vôos internacionais que chegam ao Brasil. Em caso de identificação de casos suspeitos, o viajante permanecerá a bordo, juntamente com passageiros próximos a ele para avaliação clínica e epidemiológica, e se necessário, encaminhamento para hospital de referência. Os demais passageiros serão liberados após receberem informações sobre a doença.
16. Quais ações de controle estão sendo feitas em navios?Nas embarcações que chegam ao país, o comandante ou representante legal deve informar imediatamente à autoridade sanitária todos os casos que se encaixam na definição de suspeito para influenza A (H1N1). Nessa situação, as embarcações só recebem autorização para atracar após a inspeção sanitária a bordo, realizada em fundeio ou área designada.
17. Qual é tratamento dado aos resíduos sólidos de navios ou aeronaves?Resíduos sólidos provenientes de aeronaves ou embarcações com casos suspeitos serão classificados como resíduos do tipo A, ou seja, potencialmente infectantes. O descarte desses resíduos passará por procedimentos de inativação microbiológica antes da destinação final.
18. Para quais casos é recomendado o uso de máscaras de proteção?Os equipamentos de proteção individual, como máscaras, devem ser utilizados por pessoas que apresentam os sintomas e pelos profissionais envolvidos no seu atendimento e na inspeção dos meios de transporte nos quais eles se encontravam. No nível de alerta internacional de número 5, a OMS não recomenda o uso de máscaras por pessoas saudáveis.
19. Existe algum controle de identificação e rastreamento de passageiros que chegam ao país?Sim. Todo viajante procedente do exterior deve preencher a Declaração de Bagagem Acompanhada (DBA) – declaração da Receita Federal do Brasil onde constam, entre outros, seus dados pessoais. A DBA fica disponível para as autoridades sanitárias, caso seja necessário rastrear passageiros que estiveram em determinado vôo. Confira as várias organizações que divulgam informações sobre a influenza:
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Site: http://www.saude.gov.br/ / Influenza Suína - /portal/saude/profissional/area.cfm?id_area=1534
- MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO
Site: http://www.agricultura.gov.br/ - AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Site: www.anvisa.gov.br / Influenza Suína http://www.anvisa.gov.br/hotsite/influenza/index.htm
ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE
Site: http://www.opas.org.br/ / Influenza Suína
ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE ANIMAL
Site: http://www.oie.int/ / Influenza Suína -
ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA AGRICULTURA E ALIMENTAÇÃO
Site: http://www.fao.org/ / Influenza Suína -
ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE:
Site: http://www.who.orginformações/ em inglês e espanhol
CENTRO DE DOENÇAS DOS ESTADOS UNIDOS
Dados e estatísticas sobre o surto em inglês.
SITE ESPECIAL DO GOVERNO DOS ESTADOS UNIDOS SOBRE A INFLUENZA A (H1N1) Site: http://www.pandemicflu.gov/Informações em inglês e espanhol.
ASSOCIATION OF HEALTH CARE JOURNALIST SO guia sobre recursos para cobrir a gripe suína, pandemias e estados de prevenção contém alguns links, disponíveis apenas para membros, mas muitos outros acessíveis para todos os jornalistas.
Site: http://www.healthjournalism.org/A associação disponibiliza também um documento sobre gripe aviária e pandemias de influenza. (arquivo em PDF).
POYNTER ONLINE Site: www.poynter.orgAl Tompkins publica material explicativo sobre a doença e links para fatos-chave da gripe suína e conselhos para as pessoas (em espanhol), disponibilizados pelo Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos. Link para coluna de Tompkins: http://www.poynter.org/column.asp?id=2&aid=162536
SOCIETY OF PROFESSIONAL JOURNALISTS
Site: http://www.spj.org/ A Caixa de Ferramentas para Jornalistas oferece uma lista de sites relacionados com o tema da saúde, além de outros recursos para repórteres (Informações em inglês) Link: http://www.journaliststoolbox.org/archive/2009/04/flu-and-miscellaneous-medicalhealth-sites.html
Fonte Ministério da Saúde - http://portal.saude.gov.br/

Nhá Benta

Receita Genérica
Quem já conhece sabe a delícia que é e o sucesso que faz.
Sinceramente não pensei que fosse tão fácil de fazer e com um resultado surpreendente. Aprovada esta receita.



Ingredientes:
- 1 pacote de gelatina sem sabor mais 1 colher de chá de outro pacote.
- 1/2 xícara água fria
- 4 claras
- 3 xícaras de açúcar
- 1 colher de sopa de glucose de milho (Karo)
- 1 xícara água
- 1 colher de chá de essência de baunilha
- 01 placa de wafer de 20 x 20 cm
- 400 gramas de chocolate ao leite ou meio amargo.
Modo de fazer:Dissolva toda a gelatina na 1/2 xícara de água fria e leve ao fogo em banho maria para derreter. Reserve.Faça uma calda em ponto de fio fino com a água, açúcar e a glucose( Karo ). Coloque em uma panela, misture e deixe até dar o ponto.Na batedeira bata as claras em neve. Em seguida adicione a calda , com cuidado. Continue batendo e depois junte a gelatina dissolvida e a essência de baunilha.Deixe bater até esfriar.Unte uma assadeira com maizena e açúcar.Coloque o merengue no bico de confeitar e vá fazendo os montinhos em forma de suspiros.Leve à geladeira até ficarem firme.corte os Waffles no formato de pequenos discos, que dê para colocar os merenguês em cima.Enquanto os merengues estão na geladeira vá derretendo o chocolate.Em seguida banhe os merengues com o chocolate deretido.
Dicas:A qualidade do chocolate que você usar para a cobertura vai fazer muita diferença, então compre um que saiba da qualidade.Quem não tiver bico de confeitar pode colocar colheiradas mesmo, mas não vai manter o formato de bombom, pois tende a se esparramar no tabuleiro.Os discos de Waffles você acha em casas que vende esses produtos para confeiteiro mesmo...mas pra quem não achar vale improvisar mesmo, com o biscoito waffle que você acha em qualquer mercado, mas daqueles que são inteiros. Retire as placas e vá cortando.Sequiser pode colocar uma colher de café de emuslificante na hora de bater o merengue, só tem que deixar secar mais tempo na geladeira.Se quiser colocar sabor no recheio na hora de bater colocue 2 colheres de sopa de pó de gelatina do sabor que quer.

Bilhete (Mario Quintana)

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!Se me queres,
enfim,tem de ser bem devagarinho,
Amada,que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

O efeito das cores no organismo

O que seria do amarelo se todos gostassem do vermelho?

Para cada personalidade, uma cor preferida.Conheça a influência de cada uma delas sobre o nosso organismo.

Os efeitos e as influências das cores sobre os seres humanos são muitos e variados e, por isso, merecem um estudo especial. Para facilitar o entendimento do assunto e estabelecer uma ordem didática, usaremos apenas oito cores, divididas em cores primárias ou básicas, e secundárias ou auxiliares. Cores primárias: azul, vermelho, verde, amarelo. Cores Secundárias: preto, cinza, marrom, violeta. As variações entre as tonalidades de uma mesma cor são aqui dispensadas para simplificar a comprensão e também porque não determinam diferenças marcantes quanto aos resultados. O branco não é citado, pois não é uma cor em si, mas a soma de todas as cores; portanto, possui efeito neutro, não muito significativo em cromoterapia. O preto, que também não é uma cor, é incluído porque produz uma enorme influência sobre os seres humanos.

Remédio para bronquite (cultura indígena)

1 lasquinha de casca de angico 3 pontas de ramos de marcela grega 1 garrafa de cachaça Todos os ingredientes devem ser misturados numa g...