segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Bão balalão


Bão, babalão,
Senhor Capitão,
Espada na cinta,
Ginete na mão.
Em terra de mouro, morreu seu irmão,
Cozido e assado no seu caldeirão
Ou
Bão-balalão!
Senhor capitão!
Em terras de mouro morreu meu irmão,
Cozido e assado em um caldeirão;
Lanço o laço no salão.
O lenço, lanço.
A lança, não.
Tatu tauató, tatuetê taí.
Tem tanto tatu, não tem.

Remédio para bronquite (cultura indígena)

1 lasquinha de casca de angico 3 pontas de ramos de marcela grega 1 garrafa de cachaça Todos os ingredientes devem ser misturados numa g...