segunda-feira, 21 de março de 2011

Como adotar um filho

Se o seu desejo é adotar uma criança, procure o setor de Serviço Social e Psicologia do Fórum de sua comarca. Desta forma, receberá o cadastro de adoção. O cadastro é feito por assistentes sociais e psicólogos que fazem entrevistas e oferecem um espaço para esclarecimentos, orientações e reflexões. No final, fornecem um parecer do juiz sobre a adequação do pedido de cadastro. De acordo com nossa legislação, qualquer pessoas idônea, maior de 21 anos, independente de estado civil, pode adotar. Para isso é preciso ser 16 anos mais velho que a criança e dispor de algumas condições para criá-la e educá-la.
Importância da revelação
A criança deve saber desde o início, qua foi adotada.Pois tratando o assunto de maneira natural e sincera, gera confiança e segurança ao filho. Sem contar que todos tem o direito de conhecer sua história de vida. Caso haja segredo sobre a adoção, poderá ocorrer desconfiança, insegurança e até mesmo o afastamento afetivo.
*É necessário esclarecer que a adoção é irrevogável: os pais biológicos perdem seus direitos definitivamente e a criança perde todos os vínculos com a família biológica.
*O filho adotivo terá os mesmos direitos do filho biológico, ou seja, assistência material, moral, educação e direito à herança.
* No seu registro não constará que é adotivo.
* Qualquer maneira de adotar que seja feita sem cadastro na Vara da Infância e da Juventude é ilegal.
* Receber uma criança diretamente da mãe biológica ou por terceiro, estará sujeito no futuro, a chantagem, extorsões e até perder o convívio com a mesma, já que os pais biológicos podem recorrer à justiça para reaver o filho.
O processo de adoção inclui um estágio de convivência entre os possíveis pais e filhos, para que o juiz certifique-se da viabilidade da adoção.

Remédio para bronquite (cultura indígena)

1 lasquinha de casca de angico 3 pontas de ramos de marcela grega 1 garrafa de cachaça Todos os ingredientes devem ser misturados numa g...